"I hope the fences we mended
Fall down beneath their own weight"

John Darnielle

padaoesilva@gmail.com

terça-feira, 9 de Novembro de 2010

And when the promise was broken, I cashed in a few of my own dreams



Artista que se preze tem o seu álbum perdido. Chegou agora a altura de o "álbum negro" de Bruce Springsteen ver a luz do dia. Entalado entre as gravações de darkness on the edge of town, the promise não é um conjunto de out-takes, vocacionado para incondicionais, mas um disco com princípio, meio e fim, que fica bem ao lado de nebraska, the river e do resto que foi feito até born in the usa. Muitas das canções já eram bastante conhecidas - umas ao vivo (fire e racing in the street), outras também em versões (because the night por patti smith). Acima de todas elas soa, contudo, a canção título, The Promise. Ando a ouvi-la em repeat há umas semanas e emociono-me do mesmo modo com que, passados todos estes anos, me emociono com born to run. Acho que é tudo.

o disco (e também o documentário que já passou na HBO) sai para a semana e, até lá, pode ser ouvido aqui.
save my love também não está nada mal. nada mesmo.
e vale a pena ler este texto do princípio ao fim.